O cadáver do jovem Gilmar Júnior da Silva Reis, 28 anos, foi encontrado, na manhã desta sexta-feira (7), por um funcionário do Areal “Sonho Meu”, na PA-140, zona rural do município de Vigia, nordeste paraense. O rapaz bebia com amigos, na noite desta quinta-feira (6), numa praça nos arredores da prefeitura do município, quando quatro homens armados e encapuzados se aproximaram do grupo. Os criminosos teriam agarrado Gilmar e o colocaram no porta-malas do veículo.

Até o momento, não há nenhuma informação sobre o que pode ter motivado o homicídio contra a vida de Gilmar. Imagens da cena do crime mostram o corpo dele jogado na areia. Na região da cabeça, é possível identificar bastante sangue, aparentemente resultado dos disparos de arma de fogo que pode ter levado. O corpo de Gilmar foi periciado por profissionais do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves e removido. A Polícia Civil irá investigar o caso, na tentativa de localizar os suspeitos e prendê-los.

Em áudios que circulam nas redes sociais, uma testemunha relata o momento em que o rapaz é levado para ser morto. “Esse carro passou umas três vezes lá. Quando eu vi, ele parou e os caras desceram. Foi tudo muito rápido. Ninguém sabia nem o que fazer. Os caras foram com a arma apontado certo nele. Pegaram ele pela camisa, jogaram na mala e aceleraram o carro”, detalhou.

 

Fonte: O Liberal
Foto: Reprodução/redes sociais