No próximo fim de semana (sexta feira,1 e sábado, 2) a Secretaria de Cultura e Turismo do Município promove, em conjunto com a Secretaria de Estado de Cultura (SECULT), o I Seminário de Educação Patrimonial de Vigia.

Terá o objetivo de fomentar a preservação do patrimônio histórico e lançar as bases de um programa de preservação de bens materiais e imateriais da cultura de Vigia.

O evento idealizado pela SECULT responde aos objetivos do Programa Preamar do Patrimônio, executado pelo Departamento do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural (Depahc), que até o fim do ano promoverá três seminários para fomentar a preservação de patrimônios culturais no interior do Estado. O primeiro seminário ocorreu dia 17, no município de Bragança; depois de Vigia, o programa chegará a Santarém, no mês de novembro.

 

Literatura e História

O programa de um dia e meio de trabalho em Vigia, incluirá duas mesas redondas – uma sobre “O Patrimônio Cultural de Vigia: Inventário Cultural e Levantamento Preliminar dos Bens Culturais e Naturais” e outra sobre “História e Literatura em Vigia de Nazaré”.

Começará na sexta-feira (1), com uma cerimônia, e terminará no sábado (2), ao meio dia, com a inauguração de uma exposição de documentos (reprodução) dos séculos XVII e XVIII, depositados no Arquivo Público, em Belém, e no acervo da Sociedade Cinco de Agosto “Cinco”, que abrigará a exposição. Os documentos, inéditos para o público, tratam exclusivamente de fatos de quase 200 anos, incluindo a Cabanagem, ocorridos em Vigia.

 

Seminário inédito

A iniciativa é inédita em âmbito da Secretaria de Cultura do município. “Demarcaremos um novo tempo da gestão da cultura vigiense, de maneira que se construa um ambiente capaz de destacar os valores que permeiam monumentos, acervos, tradições, protagonistas. Enfim, algo conceitual e ao mesmo tempo vivo, na forma de acontecimentos que ampliem o sentimento coletivo de pertencimento e apreço à história e à cultura” – diz o secretário municipal de Cultura e Turismo, Nélio Palheta.

O secretário acrescenta que o programa vai envolver outros organismos do governo municipal, notadamente a área da educação, “tão amplo é o espectro da necessidade de se proteger e preservar nosso patrimônio. Além do dever do governo, a sociedade tem parcela de responsabilidade, contribuindo para se evitar maiores prejuízos , sobretudo, de bens arquitetônicos”.

 

Museu

A preservação patrimonial, ao valorizar bens públicos e privados, fortalece o turismo, gerando empreendimentos, aquecendo a economia locais.

Dentro desse contexto, o secretário de Cultura informa ainda que estão em andamentos os procedimentos administrativos para viabilizar as obras de restauro e reconstituição do Museu de Vigia.

Os estudos de engenharia e arquitetura do novo museu estão prontos; e em andamento, o processo de um convênio que a Prefeitura de Vigia e a Secretaria de Estado de Turismo vão firmar para viabilizar a aplicação dos recursos obtidos com emendas parlamentares.

 

Sesquicentenário

O I Seminário de Educação Patrimonial de Vigia foi programado para iniciar na data em que a Sociedade Cinco de Agosto completará 150 anos de fundação (1º de outubro). A abertura será antecipada, na manhã de sexta-feira, por uma sessão extraordinária da entidade. O historiador e presidente da “Cinco”, Igo Soeiro, fará uma palestra sobre a trajetória da entidade.

 

Fonte: Prefeitura de Vigia
Foto: Reprodução