O saxofonista Derico Sciotti, que integrou o Programa do Jô (2000-2016) falou ao programa Venus Podcast, no YouTube, sobre o fim do talk-show comandado por Jô Soares. O músico afirma que o formato criado por ele não tinha concorrente no início, o que mudou em 2016 com a chegada de Porchat na Record e Danilo Gentili no SBT. E diz que o apresentador estava desgostoso com a atração. “Perdeu o tesão”, bradou.

“O Jô criou um formato que não tinha concorrente. Não existia alguma coisa que peitava o que ele fazia. O que começou a acontecer é que a Globo, por conta de estratégia, começou a dar aquela liberdade total, depois começou a tirar. Começou a ter algumas coisinhas que deram uma infernada no Jô. Você sacava que ele tava meio desgostoso. Perdeu o tesão. O filho dele morreu, quebrou ele no meio”, recorda Derico.

Na opinião do músico, no entanto, o que pegou Jô é a chegada de programas parecidos com os dele, com uma linguagem mais nova. “Mas acho que começou a mais a pegar é que a concorrência que veio, veio num formato que ele não tava mais afim de peitar. ‘Pra eu fazer um programa com essa concorrência que tá vindo’… Digo eu, vendo de fora. Ele não quis mais se moldar a um novo formato daquele programa que ele criou”, opina.