A polícia russa prendeu nesta terça-feira (2) apoiadores de Alexei Navalny antes da audiência que vai decidir sobre a prisão do maior opositor do presidente do país, Vladimir Putin.

Repórteres da agência de notícias da Reuters viram ao menos 20 pessoas serem detidas do lado de fora do tribunal em Moscou. Um grupo de monitoramento de protestos diz que 112 foram presos.

Navalny foi preso preventivamente em 17 de janeiro, quando voltou à Rússia, e pode ser condenado a 3 anos e meio de prisão nesta terça, acusado violar diversas vezes sua liberdade condicional. Ele classifica a denúncia de absurda.

O opositor de Putin estava na Alemanha se recuperando de uma tentativa de assassinato em agosto. Ele acusa o presidente russo pelo envenenamento com Novichok, um agente neurotóxico. O governo nega.

A prisão de Navalny gerou protestos em todo o país, e o governo reagiu prendendo milhares de pessoas no segundo final de semana seguido de manifestações.

Manifestação em São Petersburgo, na Rússia, pede pela liberdade do líder opositor Alexei Navalny em 23 de janeiro de 2021 — Foto: Dmitri Lovetsky/AP
Manifestação em São Petersburgo, na Rússia, pede pela liberdade do líder opositor Alexei Navalny em 23 de janeiro de 2021 — Foto: Dmitri Lovetsky/AP

Polícia detém um manifestante durante uma manifestação em apoio ao líder da oposição russa, Alexei Navalny, em Moscou — Foto: Maxim Shemetov/Reuters
Polícia detém um manifestante durante uma manifestação em apoio ao líder da oposição russa, Alexei Navalny, em Moscou — Foto: Maxim Shemetov/Reuters

 

Fonte: G1.com
Foto: Polina Ivanova/Reuters