O político venezuelano de oposição Leopoldo López chegou a Madri neste domingo (25), informou o Ministério das Relações Exteriores da Espanha em comunicado.

Ele fugiu no sábado (24), depois de passar um ano e meio refugiado na residência do embaixador espanhol na Venezuela.

“Leopoldo López chegou a Madrid hoje, podendo se reunir com sua família”, disse o comunicado do governo espanhol.

decisão de López de deixar a embaixada espanhola na Venezuela foi “pessoal e voluntária”, disse a pasta.

Ele saiu da Venezuela por uma rota clandestina na fronteira colombiana. López está na casa dos seus pais, que moram na capital espanhola, junto com a sua esposa e filha.

“Venezuelanos, esta decisão não foi fácil, mas tenham a certeza de que podem contar com este servidor para lutar em qualquer lugar”, tuitou López, na madrugada deste domingo, destacou a Reuters.

“Não vamos descansar e continuaremos trabalhando dia e noite para conseguir a liberdade que todos os venezuelanos merecem.”

 

Histórico

Leopoldo López foi preso em 2014 após liderar protestos contra o presidente Nicolás Maduro. Ele recebeu liberdade provisória em 2017.

Durante sua prisão domiciliar, López se tornou o mentor do líder da oposição, Juan Guaidó, que no início do ano passado invocou a Constituição para assumir uma presidência interina e iniciou uma campanha para derrubar Nicolás Maduro.

Após o fracasso do levante militar de abril de 2019, Leopoldo López refugiou-se primeiro na residência diplomática chilena, e depois na Embaixada da Espanha, após o fracasso da rebelião militar de 30 de abril contra Nicolás Maduro, segundo a RFI.

 

Fonte: G1.com
Foto: Carlos Garcia Rawlins/Reuters